Educação

Após furtos em escola, crianças escrevem para ladrão: ‘você nos deixa tristes’

Escola municipal localizada em Curitiba foi furtada quatro vezes nos últimos 30 dias; ‘na hora do soninho não tem mais TV’, dizem alunos

Crédito: divulgação Google Maps
Crédito: divulgação Google Maps

Um grupo de crianças da Educação Infantil da Escola Municipal Professor Ulisses Falcão Vieira, em Curitiba (PR), resolveu escrever uma carta pedindo para que ladrões não furtem mais a unidade. Em 30 dias, a escola foi subtraída por quatro vezes.

Na carta, que foi elaborada com o apoio de uma professora, as crianças pedem, em um trecho: “Não roube a nossa escola, você nos deixa tristes, não pegue as nossas coisas ou vamos ficar sem nada”.

Em outro trecho, as crianças colocam que a parede do pátio ficou vazia e que “na hora do soninho” não tem mais TV, dando a entender que o eletroeletrônico foi levado da escola.

As crianças não deixam de fazer uma sugestão: “Você deveria devolver nossas coisas para ser nosso amigo e proteger nossa escola”. Por fim, ainda aconselham: “A Polícia vai te prender e não vai ser culpa nossa”.

Crianças elaboram carta a ladrões que roubam escola em Curitiba

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!