Agenda

Evento discute as tentativas de retirar a Sociologia do Ensino Médio

Encontro gratuito acontece na Faculdade de Educação da USP no dia 17 de agosto; interessados devem fazer inscrição prévia

Créditos: Wikipédia
Apoie Siga-nos no

A Faculdade de Educação da USP (FEUSP) vai realizar no dia 17 de agosto um encontro com o tema “No meio do caminho tinha uma pedra? A Sociologia no Ensino Médio em debate”. O objetivo é discutir a importância da disciplina no currículo da etapa da educação básica e as tentativas do governo de retirá-la.

Direcionado a professores da educação básica e demais interessados no tema, o evento vai promover três momentos de debate. Das 9 às 12h, as professoras Kimi Tomizaki e Claudia Galian, da FEUSP, e Ana Paula Corti, do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), discutem a temática “Entre golpes: Reforma do Ensino Médio, BNCC e a disciplina de Sociologia”.

Leia Também:
Qual o interesse em retirar Sociologia e Filosofia do currículo?

Das 14 às 17h, o tema Ciências Sociais nas escolas: extensão universitária e profissionais em luta é discutido pela mestre em sociologia Erika Kulessa, Natália Salan Marpica, do IFSP, e as integrantes do Sociologia em Movimento, Midria Silva e Julia Audujas.

Para finalizar a programação, das 17 às 18h30, o doutor em educação, Amaury Cesar Moraes, aborda o tema “Ensino de sociologia em perspectiva”.

Os interessados devem fazer uma inscrição online no site da FEUSP. Mais informações no telefone (11) 3091-3574 ou no email: [email protected]

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo