Editorial

assine e leia

Fora de sintonia

Em suas andanças pelo exterior, Lula tem a oportunidade de tomar preciosas lições sobre a regulação da mídia

Aplaudido em Paris quando denuncia as prepotências do deus mercado. Nas suas andanças pelo exterior também conversou com presidentes e primeiros-ministros de países que, pelo menos há 50 anos, praticam o Estado de Bem-Estar Social – Imagem: Anna Kurth/AFP
Apoie Siga-nos no

Certo está o presidente Lula quando denuncia as prepotências do deus mercado, frequentemente bem-sucedidas. Certo está também quando aponta as benesses que ao ­País foram proporcionadas pela natureza, dadivosa como antecipou Pero Vaz de Caminha, ao se empenhar como garoto-propaganda do investimento estrangeiro em uma terra tão convidativa. Mesmo assim, sabemos perfeitamente quão daninha seria a privatização de patrimônios do Brasil e do seu povo contra os imperdoáveis projetos, Petrobras e Vale, conforme as intenções suicidas do presidente Fernando Henrique Cardoso.

Deste ponto de vista, muito grave é a privatização de um instrumento indispensável à afirmação duradoura da democracia. Vale acentuar a importância de uma televisão de Estado, em proveito de uma sociedade plural. Não é o que se dá no Brasil de hoje, a exibir descaradamente a ingenuidade e a ignorância de um povo cuja maioria vive com fome e sem consciência da sua desgraça, para confirmar a monstruosa desigualdade que, historicamente, assola o País. Disputamos ainda com alguns países africanos e asiáticos o espantoso galardão de mais desiguais do mundo, consagrado pelo abismo a dividir a minoria rica da larguíssima maioria abandonada ao seu destino.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo