Economia

Recorde na Bovespa

Negociações na Bolsa atingem a marca de 7 trilhões de reais

A B3 registrou no ano passado seu maior volume financeiro da história:  7,04 trilhões de reais ou 1,3 trilhão de dólares, segundo cálculos da empresa de informações financeiras Economatica. A Petrobras, com duas ações listadas, é a empresa mais representativa do mercado, com volume de 660,7 bilhões de ­reais, seguida pela Vale, com uma única ação e volume de 637,3 bilhões de reais. Entretanto, esta é a ação com maior participação no mercado (9,04% do total). Bradesco, com 281,1 bilhões, e Itaú Unibanco, com 261,4 bilhões, seguem na terceira e quarta posição, respectivamente. O setor Bancos, aliás, é o de maior representatividade no volume total negociado na Bolsa brasileira: com 47 ações, movimentou 1,02 trilhão de reais, ou 14,61% da B3. Catorze setores tiveram crescimento de volume financeiro entre 2020 e 2021. O segmento de Programas e Serviços teve o maior crescimento, variação de 171,3%, e aumento na representatividade total de 1,42 ponto porcentual. O setor de Serviços Educacionais registrou a maior queda no período, com recuo de 45,9%. Também do universo bancário, a ação que apresentou melhor desempenho foi a do Banco Inter: 563,1%.

Fonte: Economatica.com

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!