PIB do Brasil cresce 1,1% em 2019, pior avanço em 3 anos

Resultado equivale ao terceiro ano seguido de fraco crescimento e deve afetar as projeções da economia para 2020

Paulo Guedes anuncia medidas para estimular negócios no Brasil. Foto: José Cruz/Agência Brasil

Paulo Guedes anuncia medidas para estimular negócios no Brasil. Foto: José Cruz/Agência Brasil

Economia

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 1,1% em 2019. Esse número foi divulgado nesta quarta-feira 04, pelo IBGE. Esse número era o que estava previsto pelos economistas após resultados decepcionantes na atividade econômica de novembro e dezembro de 2019.

Esse é um resultado frustrante diante das expectativas do mercado com o novo governo, que adotou um programa a favor de ajustes e privatizações.

O último trimestre de 2019 apresentou resultados negativos em alguns dos principais setores econômicos. Comércio e serviços, por exemplo, fecharam no vermelho em dezembro, mesmo com as vendas do Natal.

O índice divulgado nesta quarta deve afetar as projeções da economia para 2020, que já têm sido revistas para baixo por conta dos impactos econômicos do coronavírus.

O governo havia estimado um crescimento de 2,4% em 2020. O mercado apostava em 2,2%. Com o número baixo de 2019, essas estimativas serão revisadas.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Post Tags
Compartilhar postagem