Economia

PIB do Brasil cai 3,6% em 2016, diz IBGE

Todos os setores verificaram perdas no ano passado, sendo a agropecuária a mais atingida

Indústria automobilística no Paraná: a queda foi generalizada
Apoie Siga-nos no

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou nesta terça-feira 7 que a economia do País recuou 3,6% em 2016, segundo ano de queda no Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas em território nacional. Em 2015, o PIB já havia recuado 3,8%.

As três grandes áreas da análise do IBGE sofreram queda. Houve recuo de 6,6% na agropecuária, 3,8% na indústria e 2,7% nos serviços. O PIB totalizou 6.266,9 bilhões de reais em 2016.

O PIB caiu 0,9% no 4º trimestre de 2016 frente ao 3º trimestre, levando-se em consideração a série com ajuste sazonal. É o oitavo resultado negativo consecutivo nesta base de comparação. A agropecuária cresceu 1%, enquanto que a indústria (-0,7%) e os serviços (-0,8%) recuaram.

Na comparação com o 4º trimestre de 2015, o PIB sofreu contração de 2,5% no último trimestre de 2016, o 11º resultado negativo consecutivo nesta base de comparação. Houve queda na agropecuária (-5,0%), na indústria (-2,4%) e nos serviços (-2,4%).

 

ENTENDA MAIS SOBRE: ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.