Economia

assine e leia

Lula contra a Fada da Confiança

Após a eleição que salvou a democracia, Fraga, Malan e Bacha destampam o pote de certezas dos defensores do lucro sem-fim

Sábios? Diante do pouco-caso com os pobres por parte do governo Bolsonaro, o trio parte com redobrada confiança para defender a austeridade fiscal e o teto de gastos - Imagem: Contraf/CUT/Seeb, Ernani D’Almeida, Solange Macedo e Brazilian American Chamber Of Commerce
Apoie Siga-nos no

A carta ao presidente Lula subscrita por três economistas de renome, certo prestígio acadêmico e enorme acolhimento nos mercados, suscitou um maremoto de críticas de outros economistas também reconhecidos e respeitados.

Na posteridade da eleição presidencial que salvou a democracia, a visão convencional retomou a iniciativa na palavra de Arminio Fraga, Pedro Malan e Edmar Bacha. Com autoconfiança redobrada, a trinca empenhou-se na defesa da austeridade fiscal e do teto de gastos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo