Economia

assine e leia

Capital S/A: Brasil abaixo de zero

O “termômetro” de Davos indica gélido interesse pelo País

Apoie Siga-nos no

O Brasil ficou em décimo lugar na preferência dos 4,4 mil CEOs globais questionados pela consultoria internacional PwC sobre países mais importantes para as perspectivas de crescimento de suas empresas nos próximos 12 meses. Estados Unidos e China lideram, e o País, que foi o terceiro colocado até 2013, foi superado por Austrália e Canadá na pesquisa – que anualmente “abre” os trabalhos do Fórum Econômico Mundial, em Davos. Na consulta sobre perspectivas de crescimento, ameaças, prioridades estratégicas e compromissos ESG, os próprios CEOs brasileiros estão mais pessimistas com o País: enquanto 77% dos líderes brasileiros e mundiais acreditam na aceleração da economia global, apenas 55% dos brasileiros projetam o mesmo para o PIB nacional. Entretanto, os CEOs tupiniquins estão à frente de seus colegas globais quanto à proporção de empresas com compromissos Net Zero e carbono neutro. De acordo com a pesquisa, o principal fator de influência por trás dos compromissos Net Zero é atenuar os riscos das mudanças climáticas. O Relatório de Riscos Globais do próprio Fórum aponta a mudança climática como principal preocupação para 2022 e incentiva os líderes a pensar fora do ciclo de relatórios trimestrais e a criar políticas que gerenciem riscos e definam a agenda para os próximos anos.

Fonte: 25ª Pesquisa Global de CEOs – PwC

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.