Do Micro Ao Macro

Desenrola para pequenos negócios já começou; Veja como participar

Iniciativa pode beneficiar mais de 6,5 milhões pequenas empresas no país. Sebrae orienta a calcular antes a capacidade de pagamento para sanar as dívidas

Foto: Divulgação
Apoie Siga-nos no

Foi lançada nesta segunda-feira (13), a nova fase do programa Desenrola, voltada para pequenos negócios. A nova iniciativa do governo federal oferece uma oportunidade para renegociação de débitos bancários datados de antes de 23 de janeiro.

Microempreendedores Individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) com faturamento anual até R$ 4,8 milhões podem se beneficiar desta política, parte do Programa Acredita, no qual o Sebrae atua como avalista no acesso ao crédito por meio do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (FAMPE).

O gerente de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae, Antônio Valdir Oliveira, expressou otimismo com a medida, ressaltando seu papel vital no alívio do endividamento causado por altas taxas de juros, que limitam a estabilidade financeira e o crescimento de 6,5 milhões de micro e pequenas empresas afetadas negativamente no cenário econômico passado.

Os interessados devem contatar a instituição financeira responsável por seus débitos através de canais oficiais como agências, sites ou aplicativos, e solicitar a renegociação seguindo os termos do programa.

Espera-se que os descontos aplicáveis variem de 40% a 90% do total da dívida. Se um acordo não for possível, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) recomenda a portabilidade da dívida para outra instituição.

A Febraban também alerta contra a aceitação de propostas que exijam pagamentos prévios, antes da formalização de um acordo de renegociação, para evitar fraudes. Somente contratos oficializados permitem a retirada de fundos da conta do devedor nas datas estipuladas.

A reabilitação do crédito das empresas através da renegociação facilita novos financiamentos, essenciais para a criação de empregos e crescimento econômico, conforme explicado pelo coordenador de Educação Financeira do Sebrae, Augusto Togni.

Ele enfatiza a importância de utilizar recursos como a página do Crédito Consciente do Sebrae, que oferece ferramentas como calculadoras para revisar a situação financeira e entender as condições oferecidas pelo programa. Togni destaca o planejamento financeiro como um elemento crucial no processo de recuperação financeira, garantindo que os empreendedores possam cumprir com suas obrigações a curto prazo e superar a inadimplência.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo