SP: Conselho municipal de políticas LGBT realiza eleição para escolher seus representantes

A votação acontece nesta segunda-feira até às 18h. Saiba como votar

Foto: Caroline Lima

Foto: Caroline Lima

Diversidade

Nesta segunda-feira 1, será realizada a votação para eleger os representantes da sociedade civil para o Conselho Municipal de Políticas LGBT de São Paulo. A votação acontece das 10h às 18h de forma virtual ou presencial nos Centros de Cidadania LGBTI e no Centro de Referência e Defesa da Diversidade.

 

 

Os eleitores irão escolher, entre 14 candidatos, sete conselheiros, um para cada categoria: lésbica, gay, mulher bissexual, homem bissexual, travesti, mulher transexual e homem transexual.

Além dos representantes da sociedade civil, há um membro de oito secretarias da Prefeitura de São Paulo: Direitos Humanos e Cidadania; Assistência e Desenvolvimento Social; Cultura; Educação; Saúde; Desenvolvimento Econômico e Trabalho; Habitação; e Guarda Civil Metropolitana.

Da sociedade civil, também será eleito um coletivo sem personalidade jurídica, com atuação na promoção da diversidade sexual e de gênero há pelo menos um ano.

A coordenação do conselho é formada exclusivamente pela gestão municipal.

Só pode participar da votação virtual quem realizou inscrição até o dia 20 de janeiro. Para votar presencialmente, a inscrição não é necessária. É necessário ser maior de 16 anos de idade e apresentar RG, comprovante de residência e título de eleitor.

Confira os postos onde estarão sendo acontecendo as eleições:

Rua Major Sertório, 292 – Centro de Referência da Diversidade – CRD;
Avenida Nordestina, 496 – Centro de Cidadania LGBTI Laura Vermont;
Praça Centenário, 43 – Centro de Cidadania LGBTI Luana Barbosa dos Reis;
Avenida Ricardo Medina Filho, 603, Lapa – Centro de Cidadania Claudia Wonder;
Rua Conde de Itu, 673 – Centro de Cidadania LGBTI Edson Neris

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem