Eleições 2020: Candidaturas de pessoas trans crescem 195%

Quase metade das candidaturas são em partidos de direita

Marcha pela visibilidade trans. Foto: Roberto Parizotti

Marcha pela visibilidade trans. Foto: Roberto Parizotti

Diversidade

O número de candidaturas de pessoas trans nas eleições de 2020 cresceu 195%  quando comparado com as últimas eleições municipais, em 2016.

 

 

Segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira 19 pela Associação Nacional de Travestis e Transsexuais (Antra), 266 candidaturas foram registradas no País: 25 coletivas e apenas 1 para prefeitura.

“Isso demonstra que as travestis, mulheres transexuais e homens trans resolveram adentrar esse mundo e muito disso se deve às recentes conquistas que temos alcançado, fruto da organização e luta dos movimentos sociais”, diz o relatório.

Os partidos e o Tribunal Superior Eleitoral  (TSE) não trazem o marcador de identidade de gênero em seus cadastros. A pesquisa foi feita pela Antra por meio de redes sociais e coletivos LGBTs.

 

Quase metade das candidaturas aparece em partidos de direita

 

O levantamento também mapeou a ideologia do partido de cada candidato e classificou como esquerda, centro e direita:

 

  • 135 Esquerda: 42 PT, 25 PSOL, 21 PDT, 20 PCdoB, 4 CIDADANIA, 1 PCB, 2 PMN, 1 PRTB, 11 PSB, 4 PV, 3 REDE e 1 UNIDADE POPULAR;

 

  • 103 Candidaturas pela Direita: 2 DC, 9 DEM, 15 MDB, 4 PATRIOTA, 11 PL, 4 PMB, 7 PODEMOS, 11 PP, 2 PROGRESSISTAS, 5 PSC, 13 PSD, 7 PSL, , 7 PTB, 2 PTC e 4 REPUBLICANOS;

 

  • 28 Candidaturas pelo Centro: 4 AVANTE, 2 PROS, 15 PSDB e 7 SOLIDARIEDADE;

 

Perfil dos candidatos

 

Quando traçado o perfil das candidaturas, 93% expressam o gênero feminino; 69% pessoas negras; 1 pessoa intersexual e 3 com deficiência.

Quanto à escolaridade, 54% tem apenas o ensino médio e as demais tem entre graduação e pós.

No levantamento, 79,4% declararam estar solteiras. 38% residem em áreas de periferia, território de favelas e/ou ocupação e 32% em cidades do interior. As demais moram na capital e centro urbano, e representam 30%.

Em relação à idade, 29% tem entre 18 e 29 anos, 43% entre 30 e 39 anos, e 25% entre 40 e 49 anos. As demais têm acima de 50 anos representando 3%.

O primeiro turno das eleições municipais de 2020 acontece dia 15 de novembro.

Confira a lista completa das candidaturas

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem