Cultura

assine e leia

Sobre mães, filhas e perdas

A coincidência de datas permite que dois dramas narrados por meninas sejam vistos conjuntamente

Pequena Mamãe, dirigido pela premiada realizadora francesa Céline Sciamma, e Mamãe, Mamãe, Mamãe, longa-metragem de estreia da argentina Sol Berruezo Pichon-Rivière - Imagem: Companía de Cine e Diamond Films
Pequena Mamãe, dirigido pela premiada realizadora francesa Céline Sciamma, e Mamãe, Mamãe, Mamãe, longa-metragem de estreia da argentina Sol Berruezo Pichon-Rivière - Imagem: Companía de Cine e Diamond Films
Apoie Siga-nos no

Um acaso feliz de lançamento aproxima dois pequenos filmes que têm mais em comum que a mesma palavra em seus títulos.

Pequena Mamãe, nos cinemas desde a quinta-feira 3, novo longa-metragem da francesa Céline Sciamma após o sublime Retrato de Uma Jovem em Chamas, sonda os ecos da morte da avó na vida de uma menina de 8 anos.

Cássio Starling Carlos

Cássio Starling Carlos
Crítico de cinema, pesquisador de história do audiovisual e curador. Escreve para a edição semanal impressa de CartaCapital.

Tags: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.