Coleção Feminismos Plurais é relançada e está ainda mais relevante

Livros tratam de conceitos importantes com didatismo e consistência para combater esvaziamento conservador

Coleção Feminismos Plurais é relançada e está ainda mais relevante

Cultura,Diversidade

Lugar de fala, empoderamento, racismo estrutural, todos termos populares entre os meios de debate, especificamente na internet – um meio aliado à divulgação de discursos, mas que pode facilmente tirá-los da contextualização necessária. A coleção Feminismos Plurais, coordenada pela filósofa Djamila Ribeiro, teve seu primeiro lançamento em 2017 e trouxe as temáticas à tona com qualidade e embasamento. Agora, volta com um desafio ainda maior: o de disputar narrativas com o conservadorismo e esvaziamento de ideias do governo Bolsonaro.

Com evento de relançamento pela editora Pólen marcado para esta terça-feira 30 em São Paulo, os seis títulos da coleção voltam com nova diagramação e a proposta continuada de levar rigor acadêmico com linguagem didática e acessível. Dentre eles, o livro “Racismo Recreativo”, de Adilson José Moreira, terá seu primeiro lançamento. Tanto os autores quanto os livros são referências bibliográficas no Brasil e internacionalmente.

Em entrevista à CartaCapital, Djamila Ribeiro afirmou que a data escolhida não foi por acaso: “Eu penso justamente em marcar posição de quanto não dá para retroceder nesse debate”, disse, ao comentar sobre as ações de desvalorização da filosofia e sociologia propulsionadas pelas redes sociais e ministros do presidente.

“A coleção foi além de trazer os conceitos desde o lançamento. Conseguíamos ver para onde o País estava indo, com pessoas sem base alguma reproduzindo um discurso do qual elas são vítimas”, comenta Ribeiro. “É necessário continuar fazendo frente a esses ataques”. 

Djamila Ribeiro na Flip (Foto: Divulgação)

A coleção também mantém-se crítica em relação ao acesso aos livros no Brasil, e propõe preço fixo de 19,90 reais em todos os títulos para levar uma crítica qualificada a mais lugares. A divulgação já passou por universidades, escolas públicas, coletivos de periferias e projetos de mulheres encarceradas. Em maio, Djamila Ribeiro lança seus títulos na França e na Bélgica.

O relançamento da coleção e o lançamento de “Racismo Recreativo” ocorre nesta terça-feira 30 no Centro Cultural de São Paulo, a partir das 19h, com a presença da coordenadora e dos autores. Também haverá um pocket show do grupo As Bahias e a Cozinha Mineira e da cantora Paula Lima.

A entrada é gratuita e serão distribuídas senhas uma hora e meia antes do evento.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

É repórter do site de CartaCapital.

Compartilhar postagem