CartaExpressa

Xuxa perde na Justiça ação por danos morais para Carla Zambelli

A parlamentar acusou a apresentadora de sexualizar crianças ao lançar um livro que conta a história de uma menina que tem duas mães

Deputada Carla Zambelli (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Deputada Carla Zambelli (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A apresentadora Xuxa perdeu na Justiça um processo por danos morais que movia contra a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP). A ação requeria o pagamento de 150 mil por danos morais, mas foi indeferida pelo tribunal de Justiça de São Paulo.

Em junho de 2020, quando a apresentadora anunciou o lançamento de seu livro”‘Maya: bebê arco-íris“, que conta a história de uma filha de duas mães, a parlamentar a acusou de sexualizar as crianças.

“Sexualizar e instigar inocentes ao sexo pavimenta a pedofilia e a depravação”, escreveu Zambelli nas redes sociais, à época, seguida da hashtag #XuxaDeixeNossasCriançasEmPaz”.

No entendimento da juíza Carolina Pereira de Castro, que negou a ação, o comentário nas redes sociais reflete liberdade de expressão e limitá-lo pode ferir o preceito constitucional e caracterizar censura.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!