CartaExpressa,Sociedade

Votação da Conitec sobre o ‘kit Covid’ termina empatada

Votação da Conitec sobre o ‘kit Covid’ termina empatada

Foto: EVARISTO SÁ/AFP

Foto: EVARISTO SÁ/AFP

A votação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologia do SUS sobre um relatório contrário ao uso de medicamentos ineficazes por pacientes com Covid-19 terminou empatada, nesta quinta-feira 21.

Votaram contra o parecer (ou seja, tentaram evitar manifestação desfavorável do governo ao uso do ‘kit Covid’):

  • Conselho Federal de Medicina
  • Secretaria Executiva do Ministério da Saúde
  • Secretaria de Saúde Indígena
  • Secretaria de Atenção Primária
  • Secretaria de Atenção Especializada à Saúde
  • Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde

Votaram a favor:

  • Agência Nacional de Saúde Suplementar
  • Conselho Nacional Saúde
  • Conselho Nacional de Secretários de Saúde
  • Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde
  • Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do ministério
  • Secretaria de Vigilância em Saúde do ministério.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária foi representada pelo gerente-geral de medicamentos, Gustavo Mendes. Segundo a Anvisa, no entanto, ele estava em trânsito, em São Paulo, e informou que se ausentaria da reunião.

“Ao chegar em Brasília às 14:20, o representante entrou na plataforma da reunião e percebeu que esta havia sido finalizada e que o relatório com diretrizes do tratamento ambulatorial da Covid-19 já havia sido votado”, explicou em nota a agência.

A deliberação se deu em caráter preliminar. A discussão será levada a consulta pública por 20 dias e voltará, na sequência, ao plenário da Conitec, para uma nova votação.

Como último passo, a deliberação da Comissão será encaminhada à Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, que poderá ou não acatá-la.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem