CartaExpressa,Política

‘Vossa Excelência é um oportunista, e um oportunista pequeno’, dispara Aziz contra o governista Girão

‘Vossa Excelência é um oportunista, e um oportunista pequeno’, dispara Aziz contra o governista Girão

Os senadores Omar Aziz e Eduardo Girão. Fotos: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Os senadores Omar Aziz e Eduardo Girão. Fotos: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O presidente da CPI da Covid, o senador Omar Aziz (PSD-AM), proferiu um duro discurso contra o senador governista Eduardo Girão (Podemos-CE) na sessão desta quarta-feira 26, destinada a votar requerimentos apresentados pelos membros da comissão.

Girão questionou Aziz sobre a convocação de prefeitos de capitais. “Não vamos ouvi-los?”, perguntou.

“Olha, senador Eduardo Girão, Vossa Excelência é um oportunista. E oportunista pequeno. Vossa Excelência estava lá, escutou o que nós acordamos. Toda a sociedade brasileira que tem inteligência sabe que Vossa Excelência está aqui com um único objetivo: que a gente não investigue por que a gente não comprou vacina”, disparou o presidente da CPI.

“E Vossa Excelência, que não entende patavina de saúde, quer impor a cloroquina na cabeça da população. Vossa Excelência, repito, é um oportunista. Oportunista”.

Nesta quarta, a CPI aprovou a a reconvocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e do ex-ministro da pasta Eduardo Pazuello. As datas, no entanto, ainda não foram definidas.

A CPI também aprovou a convocação de Filipe Martins, assessor internacional da Presidência da República; de Arthur Weintraub, ex-assessor da Presidência; de Carlos Wizard, empresário; dos governadores Wilson Lima (AM), Helder Barbalho (PA), Ibaneis Rocha (DF), Mauro Carlesse (TO), Carlos Moises (SC), Antonio Oliverio Garcia de Almeida (RR), Waldez Góes (AP), Marcos José Rocha dos Santos (RO) e Wellington Dias (PI); e de Wilson Witzel (ex- governador do RJ).

 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem