CartaExpressa

‘Vocês transformaram o PL no maior partido do Brasil’, diz Valdemar em ato pró-Bolsonaro

O ex-presidente Jair Bolsonaro deve discursar em um carro de som estacionado perto do Museu de Arte de São Paulo (Masp)

Créditos: Reprodução Metrópoles
Apoie Siga-nos no

O presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, discursou para bolsonaristas presentes na Avenida Paulista, neste domingo, em ato pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Vocês transformaram o PL no maior partido do Brasil”, disse o presidente da legenda, que discursou do alto de um caminhão de som.

Valdemar chegou a ser detido por agentes da Polícia Federal por estar com uma arma irregular e com uma pepita de ouro. Ele deixou a prisão no dia 10 de fevereiro depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, aceitou um parecer da PGR a favor da liberdade condicional em virtude da idade do político, que tem 74 anos.

Por volta das 13h30, o ato pró Bolsonaro ocupava um quarteirão e meio da Avenida. A expectativa dos organizadores é a de reunir 700 mil pessoas na manifestação.

O ex-presidente Jair Bolsonaro deve discursar em um carro de som estacionado perto do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Também devem participar a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, o pastor Silas Malafaia e parlamentares aliados. São esperadas as presenças de alguns governadores, entre eles Tarcísio de Freitas, governador de SP.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar