CartaExpressa

Vídeo: no Dia Nacional da Saúde, Lula relembra ‘gripezinha’ e ‘não sou coveiro’

O petista publicou uma peça nas redes em que reúne frases negacionistas do ex-capitão durante a pandemia

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

No Dia Nacional da Saúde, o ex-presidente Lula, candidato ao Palácio do Planalto pelo PT, usou as redes sociais para recordar algumas das declarações negacionistas do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao longo da pandemia da Covid-19, que já matou mais de 670 mil pessoas no País.

A peça reúne frases como “lamento, quer que eu faça o quê?”, dita por Bolsonaro em abril de 2020, quando questionado sobre as mortes pela doença, que, à época, passavam de 5 mil.

Também foram recuperados momentos em que o ex-capitão debochou do novo coronavírus em contato com apoiadores e tentou desestimular a vacinação.

Assista:

‘Bolsonaro debochou da pandemia que matou 670 mil brasileiros. 400 mil vidas poderiam ter sido salvas. Não esqueceremos”, finaliza a peça.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.