CartaExpressa

Vereadora é vítima de transfobia do deputado Rodrigo Amorim: ‘Aberração da natureza’

‘Você não é o machão? Aguarde as consequências jurídicas’, devolveu Benny Briolly

Daniel Silveira e Rodrigo Amorim posam novamente com placa quebrada de Marielle Franco.  VEJA/Divulgação
Daniel Silveira e Rodrigo Amorim posam novamente com placa quebrada de Marielle Franco.  VEJA/Divulgação
Apoie Siga-nos no

O deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL-RJ) protagonizou um ataque transfóbico contra a vereadora de Niterói Benny Briolli (PSOL) durante sessão ordinária no plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro na terça-feira 17. O parlamentar se referiu à liderança trans como ‘aberração da natureza’ e se dirigiu à sua identidade no masculino.

“Tem lá em Niterói um boizebu, que é uma aberração da natureza aquele ser que tá ali. Um vereador homem, pois nasceu com pênis e testículos, portanto, é homem”, declarou Amorim. “Agora temos uma aberração do alfabeto inteiro designando o que eles chamam de gênero, gêneros aleatórios. Eu sou do tempo em que existiam homens, mulheres, bichas e sapatões.”

Amorim é o mesmo que, ao lado do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), quebrou uma placa em homenagem à vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), assassinada em 2018.

Em suas redes sociais, Benny Briolly anunciou que tomará as medidas jurídicas cabíveis: “Você não é o machão, Rodrigo Amorim? Aguarde as consequências jurídicas!”.

A homofobia e a transfobia foram consideradas crimes pelo Supremo Tribunal Federal em 2019, com previsão de prisão e multa, a depender da gravidade da situação. Os ministros consideraram que atos preconceituosos contra homossexuais e transexuais devem ser enquadrados em crime de racismo.

 

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.