CartaExpressa,Política

União Brasil desiste de Mandetta para apoiar Sergio Moro em 2022, diz site

União Brasil desiste de Mandetta para apoiar Sergio Moro em 2022, diz site

Conclusão da legenda é de que o ex-juiz seria o único candidato de terceira via com chances de emplacar

Ex-ministros de Bolsonaro, Sergio Moro e Luiz Henrique Mandetta.

Fotos: Marcos Corrêa/PR e Isac Nóbrega/PR

Ex-ministros de Bolsonaro, Sergio Moro e Luiz Henrique Mandetta. Fotos: Marcos Corrêa/PR e Isac Nóbrega/PR

O União Brasil, partido ainda não oficial surgido da fusão do DEM com o PSL, desistiu de lançar o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta como candidato à Presidência da República e irá apoiar Sergio Moro (Podemos) na disputa em 2022. A informação é do site Poder360. A decisão teria sido tomada na terça-feira 23 em uma reunião da alta cúpula do partido.

Luciano Bivar, presidente do União Brasil, ACM Neto, secretário-geral, e Antonio Rueda, vice-presidente da sigla, concluíram que o ex-juiz seria o único candidato de terceira via com chances de emplacar. De acordo com o jornal O Globo, o próprio Mandetta alertou aos dirigentes partidários para consideraram a candidatura do ex-juiz.

Com isso, o União Brasil passa agora a costurar uma indicação de vice na chapa de Moro. Uma composição entre Moro e Mandetta, ex-aliados do governo Bolsonaro, não está descartada.

Mandetta, preterido, pode ainda buscar uma vaga como deputado federal pelo Mato Grosso do Sul. O ex-ministro já foi eleito duas vezes parlamentar pelo estado antes de se aliar oficialmente a Jair Bolsonaro.

Além de Bivar, ACM Neto e Rueda, estiveram na reunião Ronaldo Caiado, governador do Goiás, Elmar Nascimento, deputado federal pela Bahia, e o próprio Mandetta, que pessoalmente viu sua candidatura ruir.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem