CartaExpressa,Política

TSE investiga se Bolsonaro usou TV estatal para fazer campanha antecipada

TSE investiga se Bolsonaro usou TV estatal para fazer campanha antecipada

Transmissão da live sobre voto impresso e um dossiê montado por servidores estão no centro do inquérito do Tribunal

Live de Bolsonaro sendo transmitida na TV Brasil.

Foto: Reprodução

Live de Bolsonaro sendo transmitida na TV Brasil. Foto: Reprodução

O inquérito administrativo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para investigar as declarações mentirosas feitas por Jair Bolsonaro sobre as urnas eletrônicas também apura se o presidente usou a TV estatal para fazer campanha política antecipada. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

O novo alvo do Tribunal indica um possível uso político da Empresa Brasil Comunicação, EBC, responsável pelas transmissões públicas de rádio, televisão e notícias. Segundo apurou a reportagem, a transmissão da live de Bolsonaro na TV Brasil para acusar fraude nas urnas eletrônicas pode ser enquadrado pelo TSE como campanha política antecipada, proibida por lei.

A Corte teria em mãos ainda um dossiê elaborado por servidores da EBC com provas de que Jair Bolsonaro tem utilizado a empresa para promover seu nome e aliados de seu governo.

Uma notícia-crime foi protocolada pelo Partido dos Trabalhadores indicando a mesma interpretação: uso político da máquina pública.

Ainda antes de se tornar presidente, Bolsonaro prometia fechar a EBC. Na época, a emissora estatal era chamada de ‘TV do Lula’ pelo então candidato, que dizia que o ‘canal não servia para nada’ e prometia privatizar a empresa assim que assumisse.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem