CartaExpressa,Política

TJ-SP confirma: Marisa desistiu de triplex e valor pago deve ser integralmente devolvido

TJ-SP confirma: Marisa desistiu de triplex e valor pago deve ser integralmente devolvido

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Foto: Ricardo Stuckert/PR

O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a decisão que obriga a OAS e a Cooperativa Habitacional dos Bancários a devolverem ao espólio da ex-primeira-dama Marisa Letícia o valor das parcelas pagas por um triplex no Guarujá (SP).

O colegiado já havia concluído que Marisa, que morreu em 2017, desistiu da compra em novembro de 2015, quando pediu a restituição dos valores já desembolsados. A OAS apresentou embargos de declaração, mas eles não foram acolhidos.

Quase um ano depois da desistência, o ex-presidente Lula foi acusado de receber o imóvel como propina da construtora. Entre as razões da desistência estavam o atraso na entrega e a falência da Bancoop.

“Não há prova nos autos de que, em algum momento, a autora tivesse recebido a posse do imóvel ou de que ele tivesse sido disponibilizado em seu favor”, afirmou em março a desembargadora Mônica de Carvalho, relatora do caso.

“Se a construtora descumpre o prazo de entrega da obra, podemos dizer que a rescisão ocorreu por fato contra ela imponível, pelo que a autora [Marisa] tinha direito à devolução integral dos valores que pagou, devidamente atualizados e com imposição de atualização monetária, a qual representa meramente a recomposição do valor da moeda, e juros moratórios, que devem ser fixados na taxa integral”, disse ainda Carvalho.

 

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem