CartaExpressa

Tabata Amaral declara apoio a Guilherme Boulos

Deputada federal citou o vice de Covas como motivo para não apoiá-lo

Apoie Siga-nos no

A deputada Federal Tabata Amaral (PDT/SP) afirmou, neste sábado 21, que no segundo turno das eleições em São Paulo apoia o candidato do PSOL, Guilherme Boulos.

“Vivi na pele as consequências da desigualdade e, por isso mesmo, espero que, caso Boulos e Erundina sejam eleitos, compreendam que só conseguiremos promover oportunidades iguais para todos com a participação de diversos setores da sociedade”, disse a deputada.

Tabata elogiou Covas, mas disse que seu vice, Ricardo Nunes, é acusado de violência contra a mulher, com suspeita de corrupção e com um histórico de homofobia. “É a antítese de tudo o que acredito”.

O PDT, partido de Tabata, também está apoiando Boulos no segundo turno das eleições.

Leia a nota completo:

Em tempos de grande polarização e ameaças autoritárias, é um alívio ver dois candidatos jovens e comprometidos com a democracia disputando o 2º turno em São Paulo.

No 1° turno, apoiei a candidatura de Marina Helou (Rede), mulher progressista que apresentou propostas focadas na melhoria de vida dos moradores das periferias.

Como uma deputada jovem e progressista que luta pela transformação da nossa política, não me alinho inteiramente com nenhuma das duas candidaturas que disputam agora o 2° turno.
Só teremos uma cidade justa e desenvolvida quando colocarmos as periferias no centro da gestão municipal, com responsabilidade fiscal e uma gestão eficiente.
Por isso, o meu posicionamento será, sobretudo, contra aquilo que não me representa.
O vice-candidato de Bruno Covas, Ricardo Nunes, acusado de violência contra a mulher, com suspeita de corrupção e com um histórico de homofobia, é a antítese de tudo o que acredito. Não podemos legitimar no poder alguém que não respeita direitos humanos fundamentais e demonstra não ter comprometimento com a ética. Isso, para mim, é inegociável.
Por outro lado, é fundamental que a postura aberta ao diálogo, especialmente com quem pensa diferente, que o PSOL vem demostrando na campanha, se mantenha. Mais do que nunca, precisamos de pontes, e não de muros.
Vivi na pele as consequências da desigualdade e, por isso mesmo, espero que, caso Boulos e Erundina sejam eleitos, compreendam que só conseguiremos promover oportunidades iguais para todos com a participação de diversos setores da sociedade.
Nesse 2° turno, votarei na chapa Boulos e Erundina. Acredito que precisamos priorizar quem mais precisa, por meio de uma educação pública de qualidade, moradia digna, renda e oportunidades para todos.
Sigamos juntos por uma São Paulo mais justa, desenvolvida e ética, e para que os comprometimentos feitos agora não sejam apenas promessas.

Alexandre Putti

Alexandre Putti
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.