CartaExpressa

Senadores da CPI da Covid querem convocar membros do gabinete do ódio

‘É importante o acesso da comissão a tudo o que houver de conexo com o fato determinado’, avalia Renan Calheiros

O senador Renan Calheiros (MDB-AL). Foto: Roque de Sá/Agência Senado
O senador Renan Calheiros (MDB-AL). Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Apoie Siga-nos no

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), provável relator da CPI da Covid, planeja pedir ao Supremo Tribunal Federal  acesso aos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos, que investigam aliados do presidente Jair Bolsonaro.

Em entrevista a O Globo, no entanto, o parlamentar disse que, antes de qualquer iniciativa formal, o tema será debatido por todos os membros da CPI.

“É importante o acesso da comissão a tudo o que houver de conexo com o fato determinado, incluindo esses inquéritos. Defendo que tudo o que houver de fato conexo seja apurado”, afirmou o senador.

“Estamos trabalhando para sistematizar as propostas do plano de trabalho. O calendário da CPI será ajustado em função da estratégia de apuração”, acrescentou.

Autor do pedido de CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) concorda com a ideia de Renan.

“Já tem requerimento meu pedindo isso. É necessário porque há indício de disseminação de fake news que agravaram a pandemia. No início da pandemia, foi divulgado que não havia pessoas sendo sepultadas em Manaus, que havia caixões vazios sendo enterrados em Manaus. Deputados bolsonaristas divulgaram, por exemplo. Depois disseminaram tratamento precoce, o que prejudicou a vida das pessoas. Já nos atos antidemocráticos, houve ações de aglomerações das quais o próprio presidente chegou a participar”, apontou.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.