CartaExpressa

Senado do Chile enterra o impeachment de Sebastián Piñera

A Câmara aprovou a abertura do processo, mas a oposição não obteve os votos necessários no Senado

O Presidente do Chile, Sebastián Piñera. Foto: CLAUDIO REYES/AFP
O Presidente do Chile, Sebastián Piñera. Foto: CLAUDIO REYES/AFP
Apoie Siga-nos no

O Senado do Chile rejeitou nesta terça-feira 16 o impeachment do presidente Sebastián Piñera, uma semana após a Câmara dos Deputados aprovar a abertura do processo por suspeitas de corrupção.

A oposição precisava de, no mínimo, 29 dos 43 votos possíveis no Senado – mas, até as 22h desta terça, contava com 17 votos. 14 parlamentares já se manifestaram contra o impedimento e um se absteve.

Na semana passada, a Câmara avalizou o início do processo devido ao vínculo de Piñera com a polêmica venda da mineradora Dominga, no paraíso fiscal das Ilhas Virgens, revelada no escândalo Pandora Papers.

O negócio ocorreu em 2010, quando o chileno exercia o seu primeiro mandato de presidente.

O processo de impeachment de Piñera se encerra a poucos dias das eleições no Chile, marcadas para 21 de novembro.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.