CartaExpressa,Política

Senado adia votação sobre suspensão de despejos na pandemia

Senado adia votação sobre suspensão de despejos na pandemia

Apresentado há mais de um ano, projeto já foi aprovado na Câmara; senadores querem realizar debates sobre o tema

Policiais realizaram operação de demolição de barracos em Brasília. Foto: Scarlett Rocha

Policiais realizaram operação de demolição de barracos em Brasília. Foto: Scarlett Rocha

O Senado adiou a votação do projeto que suspende despejos coletivos durante a pandemia. A sessão ocorreria nesta terça-feira 8, mas foi retirada de pauta a pedido dos senadores Carlos Fávaro (PSD-MT) e Luis Carlos Heinze (PP-RS), que reivindicaram a realização de debates para discutir a proposta.

 

 

O projeto já foi aprovado pela Câmara. Se passar pelos senadores, vai a sanção presidencial. O relator é o senador Jean Paul Prates (PT-RN), que pede urgência na medida. O texto foi apresentado ao Congresso há mais de um ano.

Medidas que resultem em despejos, desocupações, remoções forçadas ou reintegrações de posse de natureza coletiva estão suspensas por seis meses por ordem do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, emitida em 3 de junho. A norma vale apenas para locais habitados antes da pandemia.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Post Tags
Compartilhar postagem