CartaExpressa

SBT é condenado a pagar indenização de R$ 40 mil por fala machista de Silvio Santos

Uma ex-coreógrafa da emissora recorreu à Justiça após o apresentador compará-la a uma nova dançarina

Apresentador Silvio Santos. Foto: SBT
Apoie Siga-nos no

O SBT foi condenado a pagar R$ 40 mil em indenização a uma ex-coreógrafa da emissora que alega ter se sentido ofendida por uma declaração machista de Silvio Santos.

Durante um programa ao vivo, o apresentador comparou uma nova dançarina à ex-funcionária, com a seguinte declaração: “Essa coreógrafa é muito melhor que a outra que foi embora”. A antiga coreógrafa alegou constrangimento e pediu reparação por dano moral. Segundo a mulher, o caso foi agravado pelo fato de o conteúdo ter permanecido na página da emissora no Youtube.

Na decisão, o Tribunal Superior do Trabalho considerou que o apresentador corroborou a objetificação do corpo feminino e reforçou estereótipos de gênero ao avaliar a mulher por sua “beleza e juventude”.

“Ao traçar um comparativo de ordem física entre a reclamante e a nova coreógrafa contratada, o apresentador de TV indubitavelmente reduziu, em rede nacional, mais de uma década de serviços prestados à emissora a atributos de ordem física”, diz um trecho da decisão.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.