CartaExpressa,Política

Rio e Salvador suspendem 1ª dose por falta de distribuição de vacinas pelo governo Bolsonaro

Rio e Salvador suspendem 1ª dose por falta de distribuição de vacinas pelo governo Bolsonaro

Foto: Governo do estado de São Paulo

Foto: Governo do estado de São Paulo

As cidades de Salvador e Rio de Janeiro anunciaram nesta sexta-feira 23 que suspenderam a aplicação da 1ª dose de vacinas, devido à interrupção na distribuição de imunizantes pelo Ministério da Saúde.

 

 

Em nota, a prefeitura do Rio informou que, “por já ter aplicado todas as vacinas destinadas à primeira dose (D1) contra a Dovid-19 e para garantir estoque para as segundas doses (D2) programadas (…), suspenderá momentaneamente seu calendário de vacinação de D1 a partir de hoje (23). A vacinação será retomada assim que o Ministério da Saúde enviar nova remessa de vacinas”.

Pelas redes sociais, o prefeito Eduardo Paes destacou que, nesta semana, a Saúde “recebeu cerca de 7,5 milhões de doses de vacina e, até o presente momento, não temos notícia de quando receberemos”. Paes ainda escreveu que “não é possível que isso fique parado um minuto que seja, e o motivo é simples: quanto mais tempo demora, maior o risco de óbito”.

A gestão municipal em Salvador informou, por sua vez, que a aplicação da 1ª dose será suspensa neste sábado 24. De acordo com a prefeitura, será realizado um mutirão para a aplicação da 2ª dose, das 8h às 16h. A Secretaria Municipal da Saúde também aguarda o envio de um novo lote de imunizantes pelo governo federal para avançar com o calendário de vacinação.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem