CartaExpressa

Renan Calheiros divulga lista de 14 investigados na CPI da Covid

Renan Calheiros divulga lista de 14 investigados na CPI da Covid

Atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga consta entre investigados. Confira nomes

O senador Renan Calheiros. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O senador Renan Calheiros. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), divulgou uma lista de 13 nomes que passarão à condição de investigados pela Comissão. Entre eles, está o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Dos 14 investigados, 9 já compareceram à CPI para prestar depoimentos enquanto testemunhas a fim de esclarecerem seus papéis dentro do combate à pandemia. Outros, como o empresário Carlos Wizard e Arthur Weintraub, devem ser ouvidos nas próximas semanas.

Confira a lista completa:

  • Marcelo Queiroga, ministro da Saúde
  • Mayra Pinheiro, secretária de gestão e trabalho do Ministério da Saúde
  • Francieli Fantinato Fontana, coordenadora do Programa nacional de Imunização.
  • Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde
  • Elcio Franco; ex-secretário executivo do Ministério da Saúde
  • Ernesto Araújo, ex-ministro das Relações Exteriores
  • Fabio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação
  • Arthur Weintraub, ex-assessor especial da Presidência
  • Nise Yamaguchi, médica e apontada como membra do “gabinete paralelo”
  • Paulo Zanoto, médico e apontado como membro do “gabinete paralelo”
  • Carlos Wizard, empresário
  • Marcellus Campêlo, ex-secretário de Saúde do Amazonas
  • Hélio Angotti Neto, secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde
  • Luciano Dias Azevedoanestesista da Marinha apontado como autor de proposta para alterar a bula da cloroquina, substância sem efeito contra a Covid

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem