CartaExpressa

Record expulsa cantor Nego do Borel de reality show após protestos contra abuso sexual

Record expulsa cantor Nego do Borel de reality show após protestos contra abuso sexual

Artista é investigado pela Polícia por suspeita de estupro de vulnerável no programa 'A Fazenda'

O cantor Nego do Borel, durante reality show da TV Record. Foto: Reprodução

O cantor Nego do Borel, durante reality show da TV Record. Foto: Reprodução

A emissora Record expulsou o cantor Nego do Borel do programa A Fazenda, depois de manifestações nas redes sociais contra suposta prática de abuso sexual dentro do reality show. Internautas expressaram revolta com o episódio em que o artista teria forçado contato com a modelo Dayane Mello, que estava alcoolizada, na madrugada de sábado 25.

 

 

No mesmo dia, a apresentadora Adriane Galisteu comunicou a saída de Borel e alertou para atitudes que possam “ameaçar ou colocar em risco a integridade física de um ou mais participantes”. Galisteu também fez menção ao direito das mulheres ao consentimento.

“Depois de tudo o que aconteceu, vale o recado. Quando uma mulher diz não, é não. Quando uma mulher alcoolizada diz sim, também é não”, declarou a apresentadora.

 

 

Em nota, a Record afirmou que “trabalha na apuração criteriosa em relação aos acontecimentos” e que “uma equipe multidisciplinar cuidou da análise de todo o material gravado”. A modelo envolvida no caso recebeu atendimento psicológico.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que o cantor está sendo investigado por suspeita de estupro de vulnerável. O caso foi registrado na Delegacia de Itapecerica da Serra, cidade onde o programa é realizado. Segundo o órgão, a advogada de Dayane Mello compareceu ao distrito policial, relatou os fatos e apresentou um pen drive com as imagens do ocorrido.

Em nota no Instagram, a equipe de Nego do Borel disse que a sua assessoria jurídica deve “provar mais uma vez toda a sua inocência” e declarou que ainda vai ocorrer um pronunciamento oficial.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem