CartaExpressa

PSOL não apoiará França e terá candidato próprio ao Senado em São Paulo

O nome do presidente nacional da legenda, Juliano Medeiros, está sobre a mesa; o pessebista ainda não desistiu oficialmente da disputa pelo governo

Juliano Medeiros e Márcio França. Fotos: Ricardo Stuckert e Fernanda Luz/Divulgação
Juliano Medeiros e Márcio França. Fotos: Ricardo Stuckert e Fernanda Luz/Divulgação
Apoie Siga-nos no

O PSOL não endossará o nome de Márcio França na corrida ao Senado por São Paulo e terá candidato próprio na disputa. O nome do presidente nacional da legenda, Juliano Medeiros, está sobre a mesa.

A informação foi publicada inicialmente pela Folha de S.Paulo e confirmada por CartaCapital.

O movimento, porém, não se estenderá à eleição ao governo de São Paulo nem ao pleito nacional. No estado, o PSOL deve endossar a chapa de Fernando Haddad, do PT, após a decisão de retirar a candidatura de Guilherme Boulos. O partido também apoiará Lula na disputa presidencial.

Como mostrou CartaCapital, a cúpula do PT de São Paulo projeta uma data para a confirmação da saída de França da disputa pelo governo paulista: o próximo sábado 9. Procurado pela reportagem, o pré-candidato não confirmou a decisão de desistir.

O comando petista, porém, espera que o comunicado oficial aconteça em um ato com a presença de Lula na Região Metropolitana da capital paulista.

A se confirmar o recuo, França deve ser apresentado como candidato ao Senado. A reviravolta decorre de uma nova rodada de conversas mantida por França, Haddad e Lula, em São Paulo, no domingo 3. O pessebista ainda tenta atrair o presidente do PSD, Gilberto Kassab, que deve dar uma resposta nos próximos dias.

Leonardo Miazzo

Leonardo Miazzo
Editor do site de CartaCapital. Twitter: @leomiazzo

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.