CartaExpressa

Prefeitura do Rio cancela o Carnaval de rua em 2022

O prefeito Eduardo Paes (PSD) anunciou a decisão em reunião com blocos e patrocinadores nesta tarde

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Foto: Agência Brasil
O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Foto: Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

A Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu nesta terça-feira 4 cancelar, pelo 2º ano consecutivo, a realização do Carnaval de rua.

O prefeito Eduardo Paes (PSD) anunciou a decisão em reunião com blocos e patrocinadores nesta tarde. O secretário de Saúde, Daniel Roranz, também esteve presente.

A cidade enfrenta a chegada da variante Ômicron do coronavírus, provável responsável pelo salto de 1% (em meados de dezembro) para 13% (na última semana) na contabilização de testes positivos.

“Acabei de ter uma reunião com o pessoal dos blocos de rua e a gente comunicou a eles que o Carnaval de rua nos moldes que eram feitos até 2020 não acontecerão em 2022”, disse Paes em transmissão nas redes sociais. Segundo o prefeito, porém, o desfile das escolas de samba está confirmado.

Outras capitais tomaram a mesma decisão. Após o governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciar que não haveria a promoção de festas de rua no Carnaval de 2022, a Prefeitura de Salvador confirmou o cancelamento do evento na última segunda-feira 3.

“A decisão está tomada: não haverá Carnaval na Bahia em fevereiro de 2022. Hoje temos 2,4 milhões de baianos com a vacina contra a Covid em atraso. Além disso, estamos lidando com uma epidemia de gripe, que tem sobrecarregado o sistema de saúde”, disse Costa nas redes sociais em dezembro.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.