CartaExpressa

PGR vai ao STF por suspensão de novo júri da boate Kiss

Novo júri está marcado para acontecer no dia 26 de fevereiro

Fachada da boate Kiss, em Santa Maria (RS), após o incêndio (Foto: Agencia Brasil.)
Apoie Siga-nos no

A Procuradoria-Geral da República pediu que o Supremo Tribunal Federal suspenda do novo julgamento dos quatro acusados pelo incêndio na boate Kiss, que matou 242 pessoas e feriu 600 em janeiro de 2013.

O júri está marcado para acontecer no dia 26 de fevereiro.

A PGR pede a suspensão justificando que o novo júri não deve acontecer até que seja analisado pelo STF um recurso contra a anulação do primeiro júri, que levou à condenação de quatro réus. As informações são do portal G1.

O Ministério Público Federal (MPF) argumenta que a suspensão evitaria gastos com a preparação do novo júri, levando em conta que nenhum réu aguarda julgamento preso.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar