CartaExpressa,Saúde

Pfizer e Saúde assinam novo contrato de 100 milhões de doses; entrega deve ficar para o último trimestre

Pfizer e Saúde assinam novo contrato de 100 milhões de doses; entrega deve ficar para o último trimestre

Foto: Justin Tallis/AFP

Foto: Justin Tallis/AFP

A Pfizer e a BioNTech anunciaram nesta sexta-feira 14 a assinatura de um novo contrato com o governo federal que prevê o fornecimento de 100 milhões de doses adicionais da vacina contra a Covid-19, com entrega prevista para o último trimestre. Os detalhes do acordo, entretanto, não foram revelados.

“Com esse contrato adicional, forneceremos um total de 200 milhões de doses ao governo brasileiro em 2021, que beneficiará 100 milhões de brasileiros”, afirmou em nota a presidenta da Pfizer Brasil, Marta Díez.

Em março, Pfizer e Ministério da Saúde já haviam celebrado um acordo de 100 milhões de doses, que começaram a ser entregues em abril.

No início de maio, o ministro Marcelo Queiroga declarou que o novo contrato com a farmacêutica norte-americana poderia resultar na entrega de 35 milhões de doses em outubro.

“Ou seja, o Brasil terá à disposição da sociedade 200 milhões de doses da Pfizer, ainda para este ano, porque este segundo contrato prevê para o mês de outubro já 35 milhões de doses da Pfizer”, disse na ocasião o ministro, em evento na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.

 

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem