CartaExpressa,Economia

Petrobras não atenderá demanda de combustíveis em novembro e acende alerta de desabastecimento

Petrobras não atenderá demanda de combustíveis em novembro e acende alerta de desabastecimento

Sede da estatal Petrobras. Foto: Agência Brasil

Sede da estatal Petrobras. Foto: Agência Brasil

A Petrobras confirmou, em comunicado, que não será capaz de atender a todos os pedidos de fornecimento de combustíveis em novembro. A demanda, considerada “atípica” pela empresa,  seria superior à sua capacidade de produção, o que acendeu o alerta de desabastecimento em distribuidoras.

“Para o mês de novembro, a Petrobras recebeu pedidos muito acima dos meses anteriores e de sua capacidade de produção”, diz trecho do comunicado. “Apenas com muita antecedência, a Petrobras conseguiria se programar para atender essa demanda atípica”.

A admissão veio depois de a Associação das Distribuidoras de Combustíveis Brasilcom, que representa mais de 40 distribuidoras, afirmar que a petroleira avisou na semana passada sobre “uma série de cortes unilaterais nos pedidos feitos para fornecimento de gasolina e óleo diesel” para o mês que vem.

“As reduções promovidas pela Petrobras, em alguns casos chegando a mais de 50% do volume solicitado para compra, colocam o país em situação de potencial desabastecimento”, alerta a associação.

Nesta terça, a Agência Nacional do Petróleo afirmou, em nota, que “não há indicação de desabastecimento no mercado nacional de combustíveis, nesse momento”. Declarou, ainda, que “segue realizando o monitoramento da cadeia de abastecimento e adotará, caso necessário, as providências cabíveis para mitigar desvios e reduzir riscos”.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem