CartaExpressa

Passageira expulsa mulher do Metrô em SP por não usar máscara

O uso da proteção é obrigatório no transporte público durante a pandemia da Covid-19

Créditos: Reprodução
Créditos: Reprodução

Uma passageira que circulava pela linha azul do Metrô de São Paulo expulsou uma usuária que não utilizava máscara, item obrigatório no transporte público durante a pandemia da Covid-19. O caso, que foi filmado por um passageiro, aconteceu entre as estações Santana e Carandiru.

No vídeo, é possível ver que as mulheres discutem dentro da composição. Uma delas, que se identificou como enfermeira, pediu à outra que respeitasse os demais passageiros e utilizasse o equipamento de proteção.

“Eu desço a hora que eu quiser”, é possível ouvir a passageira sem máscara dizer. Ela, então, teve a bolsa arrancada das mãos e atirada para fora do vagão. Enquanto procurava pelos pertences, foi empurrada do trem pouco antes de as portas se fecharem.

Os demais passageiros aplaudiram a mulher que tomou a iniciativa de expulsar a passageira sem máscara.

O Metrô informou que não houve reclamação ou algum tipo de registro da confusão. Ressaltou, no entanto, que exige o uso de máscaras nos locais de circulação pública e que, além de campanhas, inseriu em aplicativo a opção de comunicar rapidamente sobre passageiros que descumprem as regras.

Ainda informou que capacitou colaboradores para orientar os passageiros sobre a utilização do equipamento e para retirar de viagem “aqueles que insistirem no descumprimento”.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!