CartaExpressa

Olavo de Carvalho passa por cirurgia para retirar lesões na bexiga

Olavo de Carvalho passa por cirurgia para retirar lesões na bexiga

Olavo de Carvalho, escritor de extrema-direita. Foto: Reprodução

Olavo de Carvalho, escritor de extrema-direita. Foto: Reprodução

O escritor e influenciador bolsonarista Olavo de Carvalho passou por uma cirurgia na terça-feira 13, no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas, em São Paulo, para retirar quatro lesões na bexiga que causavam sangramento. Os tecidos retirados do local foram enviados para análise clínica para identificar se há resíduos de câncer no órgão.

O procedimento, que durou três horas, foi realizado pelo professor titular de urologia do Hospital das Clínicas Miguel Srougi e teve acompanhamento do cardiologista José Antônio Ramires.

Segundo a equipe do hospital, a cirurgia foi bem sucedida e o quadro clínico de Olavo de Carvalho é estável. Ele foi internado na unidade no dia 8 de julho, vindo dos Estados Unidos. Olavo deu entrada na unidade com quadro de anemia, infecção urinária e sanguínea. Na ocasião, ele usava uma sonda vesical, tubo que é inserido na uretra e vai até a bexiga para drenar urina.

Durante o tempo de internação, antes da cirurgia, Olavo chegou a ter retenção de urina e recebeu transfusão de sangue. Há cerca de um mês, o escritor passou por um procedimento cirúrgico nos Estados Unidos, no estado da Virgínia, para operar um câncer na bexiga.

Ele segue internado, sob tratamento medicamentoso para infecção, compensação cardíaca e hemodinâmica, assim como em exames de diagnóstico, para a definição de conduta terapêutica.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem