CartaExpressa

‘O que está acontecendo?’, pergunta Bolsonaro em live ao comentar o Datafolha

O ex-capitão se incomodou com a demonstração de divisão do eleitorado evangélico: ‘Isso aqui não é nem fake news, é canalhice’

Créditos: Reprodução Redes Sociais
Créditos: Reprodução Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro (PL) questionou, nesta sexta-feira 27, a pesquisa Datafolha que mostra Lula (PT) na liderança da disputa presidencial por 21 pontos percentuais e com chances de vencer a eleição ainda no primeiro turno.

O recorte que mais incomodou o ex-capitão é o que demonstra a divisão do eleitorado evangélico. No primeiro turno, 39% desses eleitores dizem que votarão em Bolsonaro, enquanto 36% manifestam preferência por Lula. Em um possível segundo turno, Bolsonaro teria 47% dos votos evangélicos e Lula, 45%.

“Isso aqui não é nem fake news, é canalhice”, disse o presidente, durante transmissão ao vivo nas redes sociais, ao ler uma manchete sobre o assunto.

“Eu sei que não sou unanimidade em lugar nenhum, mas, por exemplo, se fizer uma pesquisa com as Forças Armadas (…), não vai dizer que os militares estão divididos, ou que os policiais estão divididos”, prosseguiu. Em relação aos evangélicos, afirmou que “seu lado” é contrário à descriminalização do aborto e fez alegações repetidas contra o PT – recorrendo, inclusive, à “ideologia de gênero”.

Em outro momento, Bolsonaro questionou a veracidade da base de dados da pesquisa – como de praxe, sem apresentar evidências. “Será que o Datafolha está jogando, fazendo tabelinha com uma instituição por aí que diz que tudo lá é inexpugnável? O que que está acontecendo?”

E acrescentou: “Vamos ter eleições neste ano, e eleições limpas, é o que o povo quer. Porque, afinal de contas, a alma da democracia é o voto. E eleições democráticas evitam problemas sociais, são de interesse nacional. É questão de soberania, a garantia da nossa liberdade”.

 

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.