CartaExpressa

Neto do general Figueiredo evoca o avô para chamar Biden de ‘ilegítimo’

Mais uma vez, nenhum indício de ilegitimidade do pleito foi apresentado

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal
Apoie Siga-nos no

O empresário Paulo Renato de Oliveira Figueiredo Filho, neto do general João Baptista Figueiredo, último presidente da ditadura militar, saiu em defesa do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Pouco depois de o republicano anunciar que não comparecerá à posse de Joe Biden em 20 de janeiro, Figueiredo Filho foi às redes sociais para dizer que seu avô “também não compareceu à posse de seu sucessor, que chegava ao poder de forma ilegítima”.

“Agiu conforme suas convicções. Assim devem fazer os homens de caráter”, finalizou.

Mais uma vez, nenhuma evidência de fraude nas eleições norte-americanas foi apresentada para sustentar as alegações.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.