CartaExpressa

Nelson Piquet vira motorista de Bolsonaro em ato antidemocrático

O veículo conduzido pelo ex-piloto de Fórmula 1 é o Rolls-Royce Silver Wraith de 1952 mantido pelo Ministério da Defesa.

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Tricampeão de Fórmula 1 na década de 1980, o ex-piloto Nelson Piquet conduziu o Rolls-Royce presidencial na chegada do presidente Jair Bolsonaro à cerimônia do hasteamento da Bandeira Nacional na manhã desta terça-feira 7 de setembro. O presidente chegou para o evento em carro aberto, acompanhado da primeira-dama, Michelle, e de algumas crianças.

O veículo conduzido por Piquet é o Rolls-Royce Silver Wraith de 1952 mantido pelo Ministério da Defesa.

O carismático carro presidencial é usado em ocasiões especiais, como posse de presidentes ou desfiles abertos.

Ele também levou todos os presidentes para a posse desde Getúlio Vargas, que ordenou a compra do carro.

O modelo chegou ao Brasil em 1953 zero quilômetro, junto com outros três Wraith.

O compromisso no Alvorada é o primeiro do dia do presidente, que pretende participar de atos com caráter antidemocráticos em Brasília e em São Paulo.

Manifestantes têm como bandeiras o fechamento do Supremo Tribunal Federal, do Congresso, e a “tomada do poder” por Bolsonaro.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!