CartaExpressa

‘Não temos como prever o futuro’, diz ministro sobre risco de racionamento de energia

Bento Albuquerque negou que o governo tenha demorado a agir para conter a crise energética

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Foto: Alan Santos/PR
O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Foto: Alan Santos/PR
Apoie Siga-nos no

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, declarou nesta quinta-feira 2 que não há como prever o futuro, quando questionado sobre a chance de haver um racionamento compulsório de energia no País.

“As medidas que estamos adotando estão apresentando resultados, estão surtindo efeito, mas não temos como prever o futuro”, disse Albuquerque em entrevista à GloboNews.

Em junho, ao participar de uma audiência na Câmara dos Deputados, o ministro rechaçou a possibilidade. “Não trabalhamos com a hipótese de racionamento”, disse, à época.

Ainda durante a entrevista, o ministro negou que o governo tenha demorado a agir para conter a crise energética. Afirmou que, desde outubro, a gestão federal importa energia e aciona usinas termelétricas para preservar água nos reservatórios. Ele atribuiu a atual situação à piora da condição hídrica.

Bento Albuquerque disse também que os reservatórios vão esvaziar “de uma forma ou de outra”, “gerando energia ou não”, devido aos múltiplos usos da água, para fins como consumo, irrigação, transporte, entre outros.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.