CartaExpressa,Mundo

‘Não podemos parar por aqui’, diz Biden após a condenação de ex-policial pela morte de George Floyd

‘Não podemos parar por aqui’, diz Biden após a condenação de ex-policial pela morte de George Floyd

O presidente dos EUA destacou a unidade da população nos protestos após o episódio

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Foto: AFP

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Foto: AFP

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, se dirigiu ao país na noite desta terça-feira 20, horas depois de o ex-policial Derek Chauvin ser condenado pela morte de George Floyd, homem negro asfixiado no ano passado, em Minneapolis. “Foi um assassinato à luz do dia”, lamentou o democrata.

Segundo Biden, os protestos que se seguiram à morte de Floyd não eram vistos desde os anos 1960 e “uniram as pessoas de todas as raças e gerações para dizer ‘chega dessas mortes sem sentido'”.

Biden acrescentou que teve uma nova conversa com a família de George Floyd. Ele reforçou que a condenação de Chauvin não trará a vítima de volta, mas “pode ser um grande passo no caminho rumo à justiça nos Estados Unidos”.

“Não podemos parar por aqui. Precisamos fazer mais para reduzir a possibilidade de que uma tragédia assim volte a acontecer”, disse ainda o presidente.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem