CartaExpressa

Mulher é detida após se recusar a usar máscara em voo da Azul

Caso ocorre poucos dias depois de Bolsonaro também entrar em avião sem máscara

Foto: Reprodução Gossip no Insta/Instagram
Foto: Reprodução Gossip no Insta/Instagram
Apoie Siga-nos no

Uma passageira foi detida pela Polícia Federal na última segunda-feira 14 após se recusar a usar a máscara em um voo da Azul. O voo saiu de São Paulo com destino ao Rio de Janeiro. Ela precisou ser imobilizada pela tripulação dentro da aeronave. As informações são do UOL.

As imagens que circulam nas redes sociais mostram a mulher sendo imobilizada por outros passageiros e depois levada pela Polícia Federal.

‘Tratamento diferenciado’

O caso também chama a atenção por ocorrer poucos dias depois do episódio parecido envolvendo o presidente Jair Bolsonaro. Na sexta-feira 11, em voo da mesma companhia aérea, Bolsonaro também entrou sem máscara na aeronave.

O episódio aconteceu no Aeroporto Internacional de Vitória, no Espírito Santo. A presença do presidente dividiu os passageiros, que entoaram gritos de “mito” e “fora, Bolsonaro”.

O senador Humberto Costa (PT-PE) protocolou um requerimento à CPI da Covid para obter informações da companhia aérea Azul sobre a ‘visita’ do presidente ao avião.

Entre as perguntas que pretende direcionar à Azul consta um questionamento sobre o não uso da máscara pelo presidente:

“Quais as providências adotadas pela companhia aérea pelo fato de o Presidente da República ter retirado a máscara durante sua permanência na aeronave?”, questiona o Costa no requerimento. O pedido ainda precisa ser votado pelos demais membros da CPI.

Getulio Xavier

Getulio Xavier
Repórter do site de CartaCapital

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.