CartaExpressa

MP-Rio decide trancar investigação policial contra Felipe Neto por chamar Bolsonaro de ‘genocida’

MP-Rio decide trancar investigação policial contra Felipe Neto por chamar Bolsonaro de ‘genocida’

O youtuber Felipe Neto (Foto: Divulgação)

O youtuber Felipe Neto (Foto: Divulgação)

O Ministério Público do Rio de Janeiro decidiu, nesta segunda-feira 3, pelo trancamento de investigação policial aberta pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) contra o youtuber Felipe Neto, após ele chamar o presidente Bolsonaro de ‘genocida’.

 

 

A decisão, do promotor de Justiça, Guilherme Macabu Semeghini, destaca que o vereador poderia ter dado início a investigação contra o youtuber pela Lei de Segurança e disse que não existem crimes em sua declaração, que se trata de opinião.

Agora, fica a cargo da Justiça decidir se a investigação será anulada, conforme recomendação do MP, ou encaminhada à Justiça Federal.

Felipe Neto comemorou a decisão em suas redes sociais e debochou do vereador Calor Bolsonaro mandando beijos a ele.

 

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem