CartaExpressa

Movimento M.O.R.O tenta ressuscitar projeto nacional para o ex-juiz

O grupo também diz se organizar ‘para apoiar candidatos que defendam esta pauta nas eleições deste ano’

O ex-juiz Sergio Moro. Foto: Talita Giudice/Divulgação/Super Rádio Tupi
O ex-juiz Sergio Moro. Foto: Talita Giudice/Divulgação/Super Rádio Tupi
Apoie Siga-nos no

O ex-juiz Sergio Moro participará, nesta quarta-feira 8, do lançamento do Movimento Organizado República e Ordem – ou M.O.R.O. O objetivo prático é recriar algum projeto nacional do qual o ex-ministro de Jair Bolsonaro possa participar, após o fracasso de sua tentativa de se candidatar à Presidência da República.

No fim de março, Moro deixou o Podemos e se filiou ao União Brasil, partido pelo qual foi deixado de lado na disputa nacional. Agora, flerta com uma candidatura ao Senado por São Paulo, embora nem esta posição esteja assegurada.

O movimento M.O.R.O. será lançado oficialmente em Minas Gerais sob a liderança do cientista político Márcio Coimbra. A pauta do grupo recorre às bases do que esteve em alta nas eleições de 2018, mas que parece mobilizar parcelas minoritárias neste ano: um suposto legado da Lava Jato – omitidos os abusos que levaram a uma série de derrotas na Justiça – e uma defesa de outras bandeiras de Moro, como a restauração da prisão em segunda instância e o fim do foro privilegiado.

Em nota, o grupo M.O.R.O diz se organizar “para apoiar candidatos que defendam esta pauta nas eleições deste ano”. Também declara ser formado “pela sociedade civil, por brasileiros preocupados com a situação do país e a polarização política, baseado em pautas éticas e republicanas que restaurem a ordem, mediante o cumprimento da lei e o estabelecimento de mecanismos que combatam a corrupção”.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.