CartaExpressa,Política

Mourão vai à Câmara e pinta Bolsonaro como vítima por críticas: ‘Stalin seria democrata se fosse contra ele’

Mourão vai à Câmara e pinta Bolsonaro como vítima por críticas: ‘Stalin seria democrata se fosse contra ele’

Foto: Reprodução/TV Câmara

Foto: Reprodução/TV Câmara

O vice-presidente Hamilton Mourão compareceu nesta quarta-feira 24 à Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara e tentou rebater críticas à política do governo para o meio ambiente. Ele mencionou uma suposta “desaceleração” do desmatamento na região amazônica e desenhou o presidente Jair Bolsonaro como vítima de críticas injustas.

“Como você fala em desaceleração do desmatamento se o desmatamento desse ano foi maior do que ano passado? O que eu quero dizer é o seguinte: se nós não tivéssemos agido, seria muito pior”, disse o general na audiência.

O relatório anual do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite, o Prodes, foi publicado na semana passada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e mostrou que a área desmatada na Amazônia entre agosto de 2020 e julho de 2021 é de 13.235 km² – crescimento de 22% na comparação com o ano anterior.

Mourão ainda declarou na Câmara que não aceita “pintar o Brasil como aqui fosse a quintessência do inferno”.

“Obviamente, existem as pesadas críticas contra o nosso governo, em particular contra a pessoa do presidente Bolsonaro. Eu já me referi uma vez: da forma como as críticas são feitas, se o Stalin, o Lenin e o Pol Pot ressuscitassem e dissessem que eram contra o Bolsonaro, seriam considerados democratas”, completou o militar.

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem