CartaExpressa,Política

Mourão admite que torce pelo surgimento de nome da ‘terceira via’

Mourão admite que torce pelo surgimento de nome da ‘terceira via’

'Existe uma parcela da sociedade que não se sente representada por nenhum desses dois lados', disse

HAMILTON MOURÃO, VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA. FOTO: SERGIO LIMA/AFP

HAMILTON MOURÃO, VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA. FOTO: SERGIO LIMA/AFP

O vice-presidente Hamilton Mourão admitiu, durante apresentação feita ontem em evento promovido e frequentado por militares da ativa e da reserva, sobretudo da Marinha, que torce pelo surgimento de um nome de terceira via para as eleições de 2022. A informação é do Valor Econômico.

De acordo com Mourão, seria de arrefecer a polarização que hoje é protagonizada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Existe uma parcela da sociedade que não se sente representada por nenhum desses dois lados”, afirmou Mourão. “Aí fica essa discussão se vai ter uma terceira via ou se não vai ter “,disse.

“Eu acho que seria importante, para reduzir as tensões, que realmente surgisse um candidato que tivesse condições de fazer com que a outra parte da sociedade se sentisse representada, melhorando com isso o nível do debate e favorecendo a diminuição dessa polarização”, acrescentou.

O vice ainda fez conjecturas sobre o possível desempenho de alguém que pudesse representar alternativa a Lula e Bolsonaro.

“Poderia ser que esse candidato [da terceira via] fosse batido no primeiro turno e os dois candidatos que hoje se apresentam [Lula e Bolsonaro] chegassem ao segundo turno. Mas é importante que houvesse realmente uma força capaz de agir como um algodão entre esses cristais e permitir que a sociedade entendesse melhor esse processo eleitoral e, principalmente, entendesse que nós precisamos que o país esteja unido para que nós construamos esse caminho das reformas, das mudanças”, discursou.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem