CartaExpressa

Morre Roberta da Silva, mulher trans que teve 40% do corpo queimado

A jovem de 32 anos esteve internada em estado grave desde o dia 24 de junho e passou por mais de 15 cirurgias

Hospital da Restauração (HR) Foto: Reprodução/ Governo do Estado PE
Hospital da Restauração (HR) Foto: Reprodução/ Governo do Estado PE
Apoie Siga-nos no

Morreu nesta sexta-feira 9 Roberta da Silva, de 32 anos, no Hospital da Restauração, no Recife. A mulher transexual teve 40% do seu corpo queimado por um adolescente em 24 de junho, data em que foi hospitalizada.

De acordo com o HR, Roberta Silva passou por mais de 15 cirurgias, nas quais teve o braço esquerdo completamente amputado, junto a metade do outro. No dia 5 de julho, houve piora do quadro levando a intubação e a UTI. Nas últimas horas ela sofreu falência respiratória e renal, momento em que não resistiu.

Roberta, que vivia em situação de rua na capital pernambucana, dormia perto do Terminal de Ônibus do Cais de Santa Rita quando um adolescente teria jogado álcool e ateado fogo nela. O jovem foi preso em flagrante e segue detido em uma instituição para menores infratores. A polícia Civil abriu um inquérito para apurar o caso.

No dia 26 de junho, grupos LGBTQI+ promoveram um ato pelo fim da violência contra mulheres transexuais na sede do governo estadual de Recife após a repercussão do caso.

Caio César

Caio César
Estagiário de CartaCapital

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.