CartaExpressa

Morre o arquiteto Paulo Mendes da Rocha, aos 92 anos

Morre o arquiteto Paulo Mendes da Rocha, aos 92 anos

Artista recebeu, em 2006, o Prêmio Pritzker, considerado o Nobel da sua profissão

Paulo Mendes da Rocha, arquiteto reconhecido mundialmente, morreu aos 92 anos. Foto: Reprodução

Paulo Mendes da Rocha, arquiteto reconhecido mundialmente, morreu aos 92 anos. Foto: Reprodução

Morreu aos 92 anos o arquiteto brasileiro Paulo Mendes da Rocha, uma das principais figuras do mundo na sua profissão. O falecimento foi confirmado neste domingo 23 pelo seu filho, Pedro Mendes da Rocha, nas redes sociais.

“Depois de tanto projetar edifícios em concreto e aço, meu pai foi projetar galáxias com as estrelas”, escreveu o filho do arquiteto, no Facebook. A causa da morte não foi divulgada oficialmente. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o arquiteto tinha câncer de pulmão e estava internado em São Paulo.

Nascido no Espírito Santo, Mendes da Rocha foi vencedor do Prêmio Pritzker, o mais importante na arquitetura, em 2006, e do Leão de Ouro de Veneza em 2016. Também foi professor na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.

Cassado pela ditadura, ele fez do seu trabalho um manifesto da condição livre do homem, de seu desconforto com a visão predatória do consumo, da desumanização das metrópoles.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem