CartaExpressa,Sociedade

Morre aos 91 anos o filósofo José Arthur Giannotti

Morre aos 91 anos o filósofo José Arthur Giannotti

A causa da morte do professor emérito da USP não foi divulgada

Créditos: Reprodução/Cebrap/Youtube

Créditos: Reprodução/Cebrap/Youtube

Morreu na manhã desta terça-feira 27, aos 91 anos, o filósofo José Arthur Giannotti, professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). A causa da morte não foi divulgada.

No ano passado, o filósofo, que se dedicava ao estudo de autores como Karl Marx, Martin Heidegger e Ludwig Wittgenstein, lançou o livro Heidegger/Wittgenstein: confrontos aos 90 anos. Em entrevista à revista Época, Gianotti se referiu ao livro ‘como a sua melhor obra’.

Com quase 500 páginas, a publicação esmiúça o pensamento do alemão Martin Heidegger (1889-1976) e do austríaco Ludwig Wittgenstein (1889-1951).

Também são de sua autoria as obras Origens da dialética do trabalho: estudo sobre a lógica do jovem Marx e Trabalho e reflexão: ensaios para uma dialética da sociabilidade, de 1983.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem